domingo, 7 de dezembro de 2014

As 10 finalistas de 2015: Mamãe eu quero ser, papai não deixa

Léo Santos
Na única vez em que a região Norte teve uma finalista no Concurso Nacional de Marchinhas Carnavalescas, o resultado foi simplesmente a vitória: a paraense Vovô ampulheteiro (André Mesquita, Alberto Silva, Moreira Jr. e Bozo) não deu chance às concorrentes das outras regiões do país e levou o primeiro prêmio de 2013. Agora é a vez de Manaus disputar o título de melhor marchinha do ano, com Mamãe eu quero ser, papai não deixa, que é uma das dez concorrentes ao troféu Cidade Maravilhosa. Detalhe: a concorrente manauara será defendida por Alfredo Del-Penho, mesmo intérprete que levou Vovô ampulheteiro ao título há dois carnavais.

Já o compositor de Mamãe eu quero ser, papai não deixa é o funcionário público Léo Santos, que nasceu há 53 anos em Manaus e viveu por seis no bairro carioca de Copacabana. “Considero o Rio o meu segundo lar”, diz Léo, que de segunda a sexta-feira se divide entre a labuta no Tribunal Regional do Trabalho e a família – os três filhos e a esposa, Andréia. No carnaval, ele se acaba no Banda da Bica do Armando (tradicional bar da cidade), apontada por ele como uma das mais tradicionais da folia na capital amazonense, ao lado das Bandas do Boulevard, do Carvalho e do Pau Mole.

Mamãe eu quero ser, papai não deixa nasceu como um tema sugerido por um amigo de nome pitoresco – Paulo Peruca – que Léo decidiu desenvolver, cheio de cuidados. “É um tema muito delicado e preconceituoso e eu não poderia, em momento algum, escrever algo que fosse agressivo”, explica o finalista, que levou dois anos trabalhando na composição, como contou ao jornal A Crítica, de Manaus. “As ideias foram surgindo e saiu essa marchinha, que acredito vai cair na boca do povo.” Entre a vontade de Léo Santos e o título está ainda o arranjo de Domingos Teixeira, arranjador das campeãs de 2007 (Pra Carmen), 2009 (Bendita baderna), 2010 (Bom dia) e 2011 (Nossa fantasia).

Mamãe eu quero ser, papai não deixa
Léo Santos

Mamãe eu quero ser, papai não quer deixar
Eu já tentei de tudo, não dá mais pra segurar
Mamãe eu quero ser, papai não quer deixar
Ajuda, senão vou me zangar

Tentei Juvenal na passarela
Quis ser Elton John, não fui cantor
Pensei em Roberta Close
Achei que era Rogéria
Eu sempre fui mais macho que o Clô
Pensei ser doutor advogado
Você me falou: agora vai
Pois trabalhar no fórum
Passar de vara em vara
Era o maior desejo de papai

Clique aqui para ouvir a gravação oficial de Mamãe eu quero ser, papai não deixa, na voz de Alfredo Del-Penho.

12 comentários:

  1. Vai arrebentar ;)

    Parabéns Léo Santos

    ResponderExcluir
  2. A cidade de Manaus esta de parabéns
    Concorre entre as 10 melhores. MArchinhas
    Parabéns. Léo. Santo

    ResponderExcluir
  3. Parabéns tema abordado de maneira criativa, inteligente e muito bem humorada, evidenciando o talento do compositor. Mamãe eu quero ser, papai não deixa é fortíssima concorrente.
    Parabéns Léo Santos

    ResponderExcluir
  4. Eu achei ótimo a marchinha Mamãe eu quero ser, papai não deixa
    Parabéns Léo Santos

    ResponderExcluir
  5. Parabéns Léo Santos, a força do Norte está contigo. Sucesso!!

    ResponderExcluir
  6. Parabéns Leo Santos!!!

    Marchinha muito criativa e bem humorada, tenho certeza que será a vencedora.

    Boa sorte!

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. MAMÃE EU QUERO SER, PAPAI NÃO DEIXA. MARCHINHA FEITA COM MUITO BOM GOSTO. TIVE OPORTUNIDADE DE CONHECER AS OUTRAS MAS REALMENTE ESSA O COMPOSITOR ESTAVA MUITO INSPIRADO. ELE CONSEGUIU COLOCAR EM SEU TRABALHO: CRIATIVIDADE, BOM HUMOR E O MAIS INTERESSANTE O TEMA DO MOMENTO.PARABÉNS

    ResponderExcluir
  9. Parabéns Leo Santos!!!

    Com certeza o norte está super bem representado com este grande sucesso!!! Parabéns desde já. Estamos todos na torcida! Abraços.

    ResponderExcluir