quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Bate-bola com Sérgio Turcão

Buxa o cordão saiu da disputa pelo troféu Haroldo Lobo e foi o próprio Sérgio Turcão, parceiro de Jica Thomé na composição, quem acusou a semelhança de sua música com a antiga Puxa cordão, gravada há quase oito décadas pelo grande Lamartine Babo. Partiu dele o aviso à organização do Concurso de Marchinhas, que desclassificou a finalista. Assim, nosso blog procurou o cantor e compositor para conversar sobre o episódio. Com a palavra, Sérgio Turcão.

Como foi que Puxa cordão veio parar em Buxa o cordão: conte-nos a pré-história de sua marchinha...

Há uns 30 anos, um tio meu cantarolou pra mim a primeira parte de uma música que ele disse ser uma brincadeira dele. Me sugeriu que fizesse um complemento e transformasse essa brincadeira numa marchinha de carnaval. Fui em frente e aí começou a confusão. A ingenuidade e o desconhecimento fizeram com que achássemos que aquilo era inédito. Fizemos a segunda parte e há 30 anos cantamos essa marcha como se fosse nossa. Uma das muitas marchinhas que temos, como Ana boliviana, que também se classificou entre as finalistas do Concurso, mas não ficou pois não era permitido haver duas classificadas dos mesmos compositores. A própria comissão julgadora escolheu Buxa.
 
E como foi que você descobriu a origem de Buxa o cordão?

Dois dias após o baile, fui à internet ver se havia alguma repercussão da nossa marchinha, depois de termos ficado entre as três finalistas... Joguei lá o nome de Buxa o cordão e, para a minha surpresa, entre as ocorrências apareceu “Puxa cordão – Lamartine Babo”. Fiquei de olhos arregalados. “Deixa eu ver que história é essa...” Isso às sete de manhã, eu querendo brincar, curtir e já pensando em como ia mobilizar o pessoal para votar no próximo domingo. Fui atrás da música e consegui encontrar, também na internet, com a ajuda da minha filha. Constatei não se tratar de plágio, pois a melodia é toda diferente – e plágio é quando existem oito compassos de melodia idêntica. Mas a letra da nossa primeira parte é a mesma de Puxa cordão, sendo uma cópia, o que é igualmente grave. Uma falha motivada pelo nosso desconhecimento de causa.
 
Como foi a reação de vocês?

Foi um balde de água fria. Fiquei mal. Pensei: quanto mais cedo eu comunicar à Fundição, melhor. Por índole, por uma necessidade vital, tinha que avisar logo do furo que eu tinha encontrado. Fiz um texto e mandei ao Jica, para ele aprovar. Decidimos incluir que nos oferecíamos para retirar a marcha e mandamos para a Fundição. E foi uma pena, pois toda a experiência de participar do Concurso foi uma puta farra, na qual me diverti muito. Nos ensaios, nas gravações... E tudo com um astral muito especial: ao mesmo tempo brincalhão e profissional. Todas as concorrentes são boas, mas ficaram ótimas com os arranjos e com a execução da Banda Fundição. O próprio baile final também foi uma farra e tanto!

Por curiosidade, esse seu tio ainda é vivo?

Não. Se fosse, eu matava ele! Perco o prêmio, mas não perco a piada...
 
Volta à disputa no ano que vem?

Mas não tenha dúvida! E vou querer ganhar, desta vez sem encrenca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário